"Preocupa-me pouco aonde ir "- disse Alice
"Nesse caso, pouco importa o caminho que sigas" - replicou o gato.

Lewis Carroll

terça-feira, 25 de outubro de 2011

rabisca, rabisca, rabisca, quem tá chegando por ai?

Tô com giz pastel até nos dentes, cabelos, olhos.

Desenha, desenha, desenha, pinta tudo, muito azul, muito rosa, lilás, é muita cor para expressar tanto amor.

Adoro ilustrar livros!!!!!



O quê? Opa, tenho que voltar pra prancha de madeira porque a criança tá pulando tanto que vai acabar saindo do quadro....

sexta-feira, 21 de outubro de 2011

Bichinhos fofos. Ilustração em giz pastel.

Livro novo para texto lindo de uma editora com um coração maior que o mundo.

Este é um pedacinho de uma página dupla que fala de encontros, amores, começos, relacionamento.

Não, não é o amor entre as cabritinhas não, mas que eu adorei as duas branquinhas em meio à relva isso é, por isso deixo aqui; o restante da página só mais pra frente.

E vamos desenhar porque as cabritinhas estão me chamando...

quinta-feira, 15 de setembro de 2011

Dona Porpetta e sua lambretta

vrum vrum vrum tha tha tha thaaaaaaaa

e descendo a ladeira em velocidade de cágado
Dona Porpetta em sua lambretta vermelha e
o amigo "seu" Manuellllllll

vrum vrum vrum.....

quarta-feira, 14 de setembro de 2011

India e indiozinhos, nossas origens.

Bumba-meu-boi.

Mais uma ilustração para o livro que vai orientar os professores sobre folclore e danças regionais brasileiras.


Além das letras das músicas, o livro vai explicar e mostrar cada lenda, personagem ou fauna do Brasil.


Este é o Bumba-meu-boi,
personagem de uma dança do folclore popular brasileiro. Reverencia o boi livre da Amazônia.

quinta-feira, 25 de agosto de 2011

A menina ganhou sapatos de salto alto e foi ao Theatro Municipal

Partidas...

...

Ah, se já perdemos a noção da hora
Se juntos já jogamos tudo fora
Me conta agora como hei de partir

Ah, se ao te conhecer
Dei pra sonhar, fiz tantos desvarios
Rompi com o mundo, queimei meus navios
Me diz pra onde é que inda posso ir

...

Se entornaste a nossa sorte pelo chão
Se na bagunça do teu coração
Meu sangue errou de veia e se perdeu
...

Não, acho que estás te fazendo de tonta
Te dei meus olhos pra tomares conta
Agora conta como hei de partir.

Chico Buarque, letra da música EU TE AMO.

sexta-feira, 19 de agosto de 2011

Ilustração para blog sobre relacionamentos: Descasados e Solteiros.



Ilustra feita à toque de caixa para o texto:

Amando na modernidade ou no século passado?

Texto da psicoteraupeta Silvia Ligabue.


Bacana a idéia do texto que mexe com nossos conceitos sobre relacionamentos: "A idéia de que precisamos achar nossa cara metade, a metade da laranja para sermos felizes pertence ao século passado, ..."
Para ler o texto na íntegra vá para o blog: http://descasadosesolteiros.blogspot.com/

E seja feliz, sem precisar encontrar a tampa da sua panelinha!!

quarta-feira, 10 de agosto de 2011

Folclore Brasileiro musicado, livro novo da Trilha das Letras.


Também conhecida como a “mãe das águas”, Iara é uma personagem do folclore brasileiro. De acordo com a lenda, de origem indígena, Iara é uma sereia (corpo de mulher da cintura para cima e de peixe da cintura para baixo) morena de cabelos negros e olhos castanhos.

Clique na figura feita somente com traços pretos, imprima e deixe seus filhos brincarem de colorir.

Ilustração para o livro da Trilha das Letras.


Esta é uma das 40 ilustrações do novo livro da Trilha das Letras.

O nome é segredo, mas sobre o tema eu posso contar: são músicas regionais brasileiras, um resgate cultural de norte a sul. Esta ilustração é para uma música que fala sobre nossas origens indígenas.

Livro pronto, está na fase final de fechamento de arquivos. Agora é só esperar para ouvir e ler.

quarta-feira, 3 de agosto de 2011

Dona Porpetta e "seu" Manéu no primeiro contato....ahhhh, o amor!!!



Personagem novo, Dona Porpetta, muito inspirada na minha avó Elza, mas você vai descobrir mais sobre ela em breve, tô escrevendo uma historinha para a "Dona Porpetta", a italiana mais engraçada que já conheci.

A festiva Dona Porpetta e o senhor Manuel ou o "seu Manéu"

Me apaixonei por ela, a Dona Porpetta, tenho um milhão de coisas para falar dela mas, fica para depois, preciso organizar tudo num texto mais enxuto e depois posto o texto e as ilustrações aqui.

Este eu fiz em guache, essa sim é a tinta que mais gosto de trabalhar, em papel 30% algodão, 100% brasileiro, o Filiperson.

quinta-feira, 28 de julho de 2011

Mulher brasileira em grafite.

Moça valente e quilombola
Lá de Salgueiro em Pernambuco
Foi a primeira a cursar faculdade
Mulher guerreira seu sangue corre
Nas minhas veias.

segunda-feira, 25 de julho de 2011

Harry Potter e as Relíquias da Morte - parte 2, eu vi.


Fui lá conferir, aliás fomos, eu, Juju, Marcelo, vovó e vovô. Filme bacana sobre o livro da J.K.Rowling, gostei e recomendo.

Ahhhhh, acima nosso herói em giz pastel.

terça-feira, 19 de julho de 2011

Juliana Julieta Maria Antonieta

Minha filha sempre me pede para desenhar seu rosto no futuro....: "Manhê como vc acha que vou ficar quando crescer?
Desenha pra eu ver?"
Não basta desenhar o rosto tem que mostrar a personalidade do retratado, né? Então, a Juju além da boca em formato generoso e olhos de veludo, aqui usa vestido de seda, cetim e tafetá, rendas e brocados, jóias, carmim nas bochechas.

quinta-feira, 14 de julho de 2011

Quati











Simpático esse Quati, não está caricato nem uma ilustração científica...Estudo para livro novo.

sexta-feira, 8 de julho de 2011

Contação de histórias na feira do livro de Caieiras



Felicidade = dividir meu amor pelas histórias dos livros com crianças.
Descobri que além de desenhar adoro contar histórias e, minha timidez desaparece quando interpreto personagens para os pequenos.
Obrigada a Jacira Cabral, as meninas da Das Manas, a Suzete da Prefeitura de Caieiras.
Obrigada a minha avó, Elza Ferri que sempre acreditou em mim.

Vem livro novo por ai.....Folclore Brasileiro!!

Hummmm, coisa boa: texto novo caiu no meu colo diretamente das mãos competentes da Jacira Cabral, da editora Trilha das Letras.

Texto de letras de música do folclore brasileiro. Fantástico trabalho - em breve posto o nome dos autores - de pesquisa e valorização da cultura brasileira...

Ilustrações em gestação.

Vai ter festaça de lançamento e vou convidar você para vir cantar também.

Agora vou desligar essa máquina e voltar pro papel. Tenho muitos bichos, flores, folhas e sacis para desenhar.

quarta-feira, 15 de junho de 2011

Qual a diferença entre nossas crianças e as crianças (quase) invisíveis?



 
Sabe qual é a diferença? São várias: acesso à educação de qualidade, proteção, saúde gratuita e de qualidade, acesso à cultura.

quinta-feira, 9 de junho de 2011

Dia dos Namorados e você está só? Culpa do Estúpido Cupido...

Dia dos Namorados e você menina linda está só? Sei que tem momentos que só é melhor do que mal acompanhada mas, se você está há tempos rezando pro Cupido acertar a flecha no derrier do garboso jovem e até o momento nada, só pode ser falha no GPS do nosso alado ajudante. 
Compre um GPS novo na internet e uma caneca do Estúpido Cupido aqui: R$ 37,00 + frete. 
Satisfação garantida ou seu dinheiro de volta!! hahaha, Feliz Dia de ser Feliz sozinha ou acompanhada!! 

terça-feira, 31 de maio de 2011

Contação de história com objetos da "tia" Leka



Depois da festa com as crianças (97) e dos muitos beijos e abraços que receberam, os personagens ficaram assim: sem orelhas, olhinhos manchados, lobo sem gravata....mas MUITO FELIZES!!!!! hehehehe

Voluntariado, contação de história na creche de Paraisópolis.



Contar histórias para crianças é uma delícia!!
Fiz oficina de contação de histórias utiliando objetos com a Kelly Orasi e - adaptado à idade do "meu público" - usei colher de pau pintada para contar a história dos três porquinhos...


A magia aconteceu as colheres eram mesmo os personagens, ao final da história pedi que eles me contassem uma história e... eles contaram mesmo: uns contaram a história dos porquinhos, outros usaram as colheres para contar a história do bolo: "Essa aqui é uma colher de bolo, então o bolo foi no copo, e mexeu asim...."

Sensacional!!!

segunda-feira, 16 de maio de 2011

Leka, borboleta distraída, com a cabeça cheia de pensamentos azuis, estrelas e vento.

Passei a infância querendo ser passarinho. Nasci menina e desenhista.

Minhas melhores amigas no colégio eram três nipo-brasileiras e....desenhistas, claro!! Éramos siamesas. Líamos o pensamento uma da outra, desenhavamos juntas, trocavamos lápis de cor, estojo, papel de carta, cartas, éramos imbatíveis na criação de ilustrações para professores e colegas e no mais, éramos péssimas, péssimas em: ginástica, matemática, em prestar atenção...hahahah

Eu era tão distraída que minha mãe me chamava de borboleta. Eu cresci só por fora, por dentro continuo uma borboleta delicada e azul. A escola acabou, a faculdade chegou e ao invés de fazer artes caí em....publicidade e marketing.

Imagina o que sofri trabalhando em marketing e publicidade e não na criação mas no atendimento a clientes!ahahahaha

Falando em público (gagejava sempre!!), tinha que vender idéias, que ser agressiva, competitiva, rápida, lidar com planilhas, negociações, barulho, gente...Ufa. 20 anos depois numa agência de publicidade adoeci, fiquei deprimida, tomei remédios e fui embora, pra nunca mais.

Ahhhhhhh, estou há um ano e meio trabalhando em casa, de pantufas, ouvindo óperas, enquanto crio, desenho, pinto e escrevo. Ainda lido com gente, mas gente bacana que ama livros tanto quanto eu, ainda tenho reuniões e prazos mas agora sei o que estou fazendo e acredito no que estou vendendo.

As borboletas continuam crescendo entre os meus cabelos cacheados, minhas idéias malucas ficam bacanas em aquarela ou giz pastel. Agora sei o que vim fazer: vim deixar o mundo mais bonito e colorido e isso é o melhor que poderia desejar a menina-borboleta.

Pose de moça nos anos 30. É foto do baú da vovó. (Não da minha avó, veja bem)

Esse era o erotismo no passado. E a lingerie mais as meias de seda deixavam apenas parte das coxas aparecendo; braços de fora e pescoço também eram valorizados e apreciadíssimos num ensaio fotográfico como este....

Estudo de aquarela mas, ainda falta pigmento no meu trabalho, a pintura está tão tímida quanto a moça que posa para a foto....Preciso estudar mais.

domingo, 15 de maio de 2011

Monsieur Nez na minha porcelana.....


Este é o Monsieur Nez, o ratinho francês que mora na louça que herdei da mamãe. Ele é élégant et à l'ancienne, então usa chapéu - que ergue ao me ver - e usa um piciné para ler....Sim!! Ele lê todos os livros que temos em casa, e como bom francês, enquanto lê ele degusta o brie ou camembert e toma champagne. Ah, eu adoro imaginar esse ratinho na minha louça antiga....

Aqui usei papel Fabriano (100% algodão) e aquarelas Cotman. Estou estudando com as orientações do Mestre Cárcamo (sombra, profundidade, uso cuidadoso de cores afins....)

Para ver a louça que tenho e deu idéia para esta ilustração,olhe o post abaixo.

Criação de personagem para livro infantil.


À esquerda temos a foto de uma louça de porcelana que ganhei da minha mãe há....13 anos atrás, mas a idade da louça é maior que isso, afinal era herança da minha avó. Na foto vemos o bule de café, o açucareiro e xícara com pires. Este louça que é muito frágil nunca é utilizada mas fica em local de destaque aqui em casa, na cristaleira; sou apaixonada por ela, gosto das formas arredondadas, do tom de cor-de-rosa, das asas em rococó e sempre que olho essa louça imagino que à noite, com a casa dormindo,um ratinho francês, monsieur le nez, aproveita para se alimentar e acaba dormindo no açucareiro.

Retrato de Juliana.

Desenho de observação (observação da menina linda da mamãe)em grafite.

segunda-feira, 9 de maio de 2011

Florista Feliz, estudo de personagem


Algumas profissões são mais bacanas que outras. Imagine ser uma florista, todos os dias, cercada de cores e perfumes, embalar carinho - para as mães, esposas, amigas, secretárias, para os apaixonados e tímidos, para os apaixonados e ousados. Ser florista é ser feliz e espalhar felicidade!!

Técnica: Pastel seco em papel rugoso.